Política

Vereadoras cobram lista dos dez políticos envolvidos com prostituição

Políticos compactuariam com crimes sexuais 

Evelin Cáceres Publicado em 28/04/2015, às 13h21

None
luiza.jpg

Políticos compactuariam com crimes sexuais 

As vereadoras Luiza Ribeiro (PPS) e Thais Helena (PT) cobram durante a sessão desta terça-feira (28) a lista que incluiria dez políticos envolvidos em esquema de prostituição com adolescentes em Campo Grande.

Luiza afirma que o delegado precisa ter apoio da sociedade para aprofundar a investigação e revelar os nomes. “Tem que vir à tona essa denúncia que paira no ar de que Campo Grande tem uma rede de prostituição sustentada por empresários e pessoas com forte poder político”.

Para a petista, mesmo com a renúncia, a Câmara não pode deixar de acompanhar o caso e cobrar punição. “Ontem tivemos uma reunião com representantes e uma rede de proteção a criança e ao adolescente. Vamos cobrar punição para que este caso sirva de exemplo para a sociedade ver que as pessoas são punidas, doa a quem doer”.

O vereador Chiquinho Telles (PSD) disse que a denúncia de dez pessoas acaba sujando o nome de todos os pais de família da Casa. “Todo mundo foi colocado no mesmo balaio. Que sejam revelados os nomes dos dez políticos e que se coloque a verdade na mesa de quem tem envolvimento”.

Airton Saraiva (DEM) cobrou do delegado e do advogado agilidade na apresentação dos nomes. “Que se apresentem esses nomes imediatamente. Temos que cobrar dos dois essa lista”. Para ele, é preciso pressionar a divulgação em vez de ficar somente especulando os nomes. Ele pediu para o presidente Mario Cesar (PMDB) fazer um ofício solicitando os nomes ao delegado responsável pela investigação. 

Jornal Midiamax