Política

Sem Dilma, autoridades lançam obra de R$ 7,7 bilhões em Três Lagoas

Evento ocorreu na manhã desta sexta-feira

Jessica Benitez Publicado em 30/10/2015, às 17h19

None
semdilma.jpg

Evento ocorreu na manhã desta sexta-feira

Sem a presença da presidente da República Dilma Rousseff (PT), o lançamento da prenda fundamental do projeto Horizonte 2, executado pela Fibria, empresa do ramo de processamento de celulose, em Três Lagoas. Para representá-la, a ministra da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Kátia Abreu, participou do evento ao lado do governador do Estado, Reinaldo Azambuja (PSDB), dos senadores sul-mato-grossenses Simone Tebet e Waldemir Moka, além da prefeita da cidade Márcia Moura, odos do PMDB. O investimento da empresa será de R$ 7,7 bilhões.

A previsão é de que pelo menos 40 mil empregos sejam gerados de forma direta e indireta até o término da obra no final de 201, mas 500 operários já atuam na terraplanagem. Neste tempo também serão arrecadados R$ 450 milhões em impostos.

A capacidade de produção será de mais de 3 milhões de toneladas/ano. Este é um dos maiores investimentos privados do país e contará com a construção de uma segunda linha de produção na cidade.

“Quando entrar em operação, o Valor de Transformação Industrial (VTI) da unidade deverá ser de aproximadamente R$ 1,5 bilhão. O que proporcionará, em relação do PIB industrial atual, um aumento de 10%. Já em relação ao PIB Estadual total, esse impacto será de 2%”, afirmou o secretário de Estado e Meio Ambiente e Desenvolvimento Econômico, Jaime Verruck.

Sem Dilma – A mãe da presidente, Dilma Jane, passou mal na noite desta quinta-feira (29), fato que impossibilitou a vinda da petista ao Estado. Ela tem 91 anos e mora com a filha no Palácio da Alvorada, residência oficial em Brasília, desde 2011. Em maio deste ano ela chegou a ser internada em Brasília após apresentar sintomas de ataque isquêmico transitório.

Jornal Midiamax