Política

Reinaldo Azambuja afirma que não recebeu todos os dados da gestão de Puccinelli

Quanto aos números recebidos, novo governador afirma que ‘são preocupantes’ 

Midiamax Publicado em 02/01/2015, às 18h32

None
_mg_7773.jpg

Quanto aos números recebidos, novo governador afirma que ‘são preocupantes’ 

Os dados da gestão estadual, comandada pelo ex-governador, André Puccinelli (PMDB), não foram todos entregues para a nova administração, de acordo com o governador Reinaldo Azambuja (PSDB).

Já os dados que teve acesso, acrescenta, ‘são preocupantes’. Azambuja disse, ainda, que só analisando o plano de cargos e carreiras de novembro e dezembro aponta impacto de R$ 22 milhões.

Os números contrariam o que foi afirmado na gestão de Puccinelli. “O governo que saiu dizia que o impacto na folha era de R$ 5 a R$ 6 milhões e nós dizíamos que seria R$ 15 a 20 milhões”, compara.

Sobre isso, Azambuja tem afirmado que fará corte de gastos. Inclusive, deve assinar outros três decretos – além do que prevê a redução da metade do próprio salário como governador – de redução dos comissionados e da máquina pública, além do tempo para as secretarias se organizarem e reestruturarem.

Outra forma de economia, diz, é otimização de espaços ocupados por algumas secretarias. Atualmente, muitos prédios são alugados ‘com despesa milionária’. A ideia, segundo o novo governador, é trazer as secretarias e órgãos nesta condição para funcionarem no Parque dos Poderes. 

Jornal Midiamax