Política

Justiça não consegue encontrar Olarte para responder a suposto desvio

Prejuízo chegaria a R$ 211 mil

Midiamax Publicado em 26/11/2015, às 10h32

None
olarte_arquivo.jpg

Prejuízo chegaria a R$ 211 mil

O oficial de justiça não conseguiu encontrar o vice-prefeito afastado de Campo Grande, Gilmar Olarte (PP), e o Ministério Público estadual foi obrigado a expedir novo pedido de intimação contra o prefeito, que é réu “violação aos princípios administrativos”.

Segundo oficial de Justiça, “nas diligências realizadas na Rua Onze de Setembro, n. 152, Vila Rosa Pires, nesta Capital, a analista judiciário em todas as oportunidades foi atendida pelas funcionárias da residência, as quais informavam que o requerido não se encontrava, bem como desconheciam o horário que ali estaria ou o local atual de trabalho do requerido”.

Olarte responde a pocesso por conta do contrato com a Empresa El Kadri Participações e Investimentos Imobiliários, para a locação do imóvel predial urbano localizado na Avenida Afonso Pena, n. 2.423, Centro, Campo Grande, para a instalação do Centro Municipal Pediátrico.

Segundo denúncia, a celebração do contrato acarretou “demasiado prejuízo aos cofres púbicos municipais, tendo em vista que, sem qualquer motivação ou justificativa plausível, foi acrescentada, ao valor mensal, a importância de 10% do valor fixado a título de aluguel, o que caracterizou o pagamento de R$ 211.800,00 (duzentos e onze mil e oitocentos reais) a mais, no valor total do contrato”.

Jornal Midiamax