Política

Deputado quer que Estado só receba obra de duplicação da Guaicurus com qualidade

Para o deputado o Poder Público deve tomar providencias já que antes de ser concluída diversos estragos são evidentes

Midiamax Publicado em 12/02/2015, às 22h53

None
54dc947ec3dcfbb972ea81ce3bf8e86e30aa127cb9dab.jpg

Para o deputado o Poder Público deve tomar providencias já que antes de ser concluída diversos estragos são evidentes

O deputado federal Geraldo Resende está encaminhando ao governador Reinaldo Azambuja pedido para que sejam tomadas providências urgentes quanto à duplicação da Avenida Guaicurus, que antes de ser concluída já apresenta diversos estragos. O parlamentar pede, além de qualidade, que o Estado exija das empresas contratadas, os reparos necessários e somente receba a obra se a mesma tiver a qualidade prevista no projeto.

Além de ofício que está enviando ao governador, Geraldo Resende também articula, para os próximos dias, uma reunião com a Comissão Pró-Duplicação da Avenida Guaicurus, a fim de que as cobranças e acompanhamentos sejam feitos por toda a comunidade. “Essa é uma luta da sociedade douradense, que precisa continuar atenta e exercer o direito de fiscalizar e cobrar”, afirma o parlamentar.

Geraldo Resende diz que tem recebido alertas constantes com relação à qualidade da obra, principalmente quanto ao fato de que o que está sendo implantado é diferente do projeto apresentado em audiência pública realizada na Câmara de Vereadores, em maio de 2013. “Há informações de que a primeira camada de pavimentação não respeitou os prazos para secagem e por isso o asfalto não aderiu corretamente ao solo, soltando com facilidade. A empresa deve fazer as correções antes de inserir a segunda camada”, destaca. No ano passado, o parlamentar já havia solicitado ao então governador André Puccinelli que fizesse uma visita aos trabalhos de duplicação para conferir, pessoalmente, a qualidade das obras, porém isso acabou não acontecendo.

Em outubro o parlamentar também enviou ofício ao governador e ao então secretário de Obras Edson Giroto informando sobre as informações veiculadas na imprensa de que a Avenida Guaicurus estava sendo danificada em razão do tráfego de bitrens transportando cana, já tendo, na época, dois mil metros cúbicos de “remendos”; e a que a rodovia não tinha sido projetada para suportar o trânsito pesado.

As notícias também informavam de que trechos de asfalto por onde passam os caminhões já apresentavam ondulações irregulares e vários pontos das rotatórias com os meio-fios “esfarelando” por causa das curvas mal sucedidas dos bitrens, que apesar de proibidos continuam transitando pelo local.

“Solicito informações sobre o problema e me coloco à disposição no sentido de buscar solução acerca dos fatos apresentados. Sugiro inclusive um projeto para pavimentar a estrada que liga a Guaicurus a BR 463 para dar tráfego aos bitrens e acabar com as trepidações que causam estragos em aparelhos de alta precisão das universidades”, salientou Geraldo, no ofício.

Na reunião que está propondo, Geraldo Resende pretende que todas as entidades componentes do Comitê Pró-Guaicurus também discutam a questão do trânsito pesado, e que a qualidade da obra seja a mesma prevista no projeto. “Queremos a garantia de que todos os estragos serão corrigidos e que os trechos danificados serão refeitos. Além disso, aquilo que foi mostrado na Câmara de Vereadores precisa ser entregue à população”, salienta o parlamentar.

Jornal Midiamax