Política

Deputado quer 23% de vagas em concurso para negros e índios em MS

Atualmente, 10% das vagas são para cotas

Evelin Cáceres Publicado em 17/06/2015, às 15h40

None
assembleia-legislativa-do-ms.jpg

Atualmente, 10% das vagas são para cotas

O deputado estadual Amarildo Cruz (PT) propôs na manhã desta quarta-feira (17), um projeto de Lei que pede a alteração na Lei Estadual nº 3.594/08, também de sua autoria, aumentando de 10% para 23% as cotas para negros e índios em concursos feitos em Mato Grosso do Sul.

Segundo Amarildo, a população aumentou e é preciso rever a quantidade de vagas. “De lá para cá, muita coisa mudou. O CNJ (Conselho Nacional de Justiça) implantou uma cota maior na magistratura e outros Estados também estão aumentando o número de vagas”.

 Apesar de ter a segunda maior população indígena do país, a eles ficariam reservadas 3% das vagas. “São 70 mil índios no Estado, então os 3% seriam vagas proporcionais a estes números”. Os outros 20% são direcionadas aos negros. 

Jornal Midiamax