Política

CPI quer saber sobre empréstimo de R$ 101 milhões feito a empresário de MS, amigo de Lula

O empréstimo foi feito em 2012  

Diego Alves Publicado em 06/11/2015, às 00h33

None
bumlai_1.jpg

O empréstimo foi feito em 2012

A CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) do BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social) na Câmara dos Deputados pediu cópia de contratos do  banco feitos com a Usina São Fernando Açúcar e Álcool ( localizada em Dourados), do empresário e pecuarista José Carlos Bumlai. A empresa de Bumlai, amigo pessoal de Lula, recebeu um empréstimo de R$ 101,5 milhões em 2012, após ter pedido falência à Justiça um ano antes.

Os deputados querem ter acesso aos detalhes do empréstimo. O requerimento não é uma quebra de sigilo, e sim acesso a contratos confidenciais. A comissão também quer convocar o empresário, que é investigado na Operação Lava Jato, para dar explicações.

Também nesta quinta-feira (5), o presidente do BNDES, Luciano Coutinho, disse que a instituição respeitou as regras internas para concessão de empréstimo à empresa de Bumlai.

“Foi absolutamente regular. Primeiro que não foi feito para pessoa física. Foi feito para uma empresa, da qual ele era sócio, da qual tinha outros sócios. Ná época, com rating perfeitamente regular. Um projeto que foi concluído, uma usina bastante moderna. Depois, enfrentou dificuldades. E o último [empréstimo] foi feito de maneira indireta, por meio de outras instituições financeiras, absolutamente dentro das regras. Vamos poder, mais uma vez, demonstrar a absoluta regularidade dessa operação indireta”, disse o presidente do BNDES.

Jornal Midiamax