Política

Comissão analisará caso de ex-deputado do PSB envolvido em escândalo

Assis será indiciado por envolvimento sexual com menores

Midiamax Publicado em 24/04/2015, às 14h27

None
_mg_2718.jpg

Assis será indiciado por envolvimento sexual com menores

O PSB deve instituir comissão de ética para avaliar a situação do ex-deputado estadual Sérgio Assis no partido. Ele está sendo investigado e será indiciado por favorecimento da prostituição ou de outra forma de exploração sexual de criança ou adolescente ou de vulnerável.

A abertura da comissão no partido foi anunciada nesta sexta-feira (24) pela presidente regional, a deputada federal Tereza Cristina. Segundo ela, o PSB aguarda a conclusão do inquérito sobre o caso aberto na Depca (Delegacia Especializada de Proteção à Criança e ao Adolescente).

Sérgio seria um dos alvos de suposto esquema de extorsão que consistia, basicamente, em filmar e fotografar encontros sexuais de figuras públicas com adolescentes, usando o material para chantageá-los. Segundo o delegado Paulo Sérgio Lauretto, há pelo menos duas horas de filmagens, divididas em dez trechos, nos quais é possível identificar o ex-deputado, além do vereador Alceu Bueno (PSL).

O secretário-geral do PSB em Mato Grosso do Sul, Wilson Faria, explica que não há urgência, dentro da legenda, em tomar uma decisão sobre Assis. “Ele não faz parte de cargo de direção, é simplesmente um filiado”, detalha, dizendo que o código de ética do partido será analisado neste caso.

Ainda segundo o secretário-geral, seria caso de pedido de afastamento se Assis fosse, dentro do PSB, ocupante de algum posto de direção ou membro de comissão provisória, por exemplo. No entanto, reforça, o partido irá tomar “as providências cabíveis” em relação ao assunto.

Jornal Midiamax