Política

Com recuperação de finanças ‘visível’ Olarte publica suplementação de R$ 695 mil

A Sedesc vai ficar com R$ 585 mil do montante e o IMPCG com R$ 110 mil 

Ludyney Moura Publicado em 24/02/2015, às 20h14

None
_mg_8302.jpg

A Sedesc vai ficar com R$ 585 mil do montante e o IMPCG com R$ 110 mil 

Apenas um dia após declarar que a finanças da Prefeitura de Campo Grande apresentam uma ‘visível’ recuperação, o prefeito Gilmar Olarte (PP) autorizou a abertura de crédito suplementar para duas secretarias, num total de R$ 695 mil.

“A capacidade de endividamento da prefeitura é muito boa, a recuperação das nossas finanças é visível. Nós estamos em plena ascensão. Melhorando sistema e estrutura de trabalho para secretarias que geram receitas para o município. Vamos ter aumenta de receita nos próximos meses”, afirmou Olarte durante apresentação do projeto de revitalização da Avenida 14 de Julho.

Nesta terça-feira (24), o prefeito autorizou a abertura de crédito suplementar de R$ 110 mil para o IMPCG (Instituto Municipal da Previdência de Campo Grande), comandada por Lillian Maksoud, e R$ 585 mil para a Sedesc (Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico, de Ciência e Tecnologia, Turismo e Agronegócio), chefiada por Natal Baglioni, e que no começou do mês recebeu o ex-chefe da comunicação de Olarte, Edson Godoy, como secretário-adjunto.

O montante repassado para as duas pastas ainda é tímido se comparado ao que Gilmar Olarte ‘encontrou’ recentemente nos cofres da prefeitura.

“Também achamos algumas gorduras em algumas pastas significativas, da ordem de R$ 10 a R$ 15 milhões. Nós vamos economizar na folha a partir do final do mês e já alguma coisa começa a ser sentida”, revelou o prefeito.

A publicação com a abertura do crédito suplementar foi feita no Diogrande (Diário Oficial de Campo Grande) de hoje.

Jornal Midiamax