Política

Base do prefeito é desafiada e se cala frente a críticas de ex-aliada

Peemedebista provocou colegas na sessão

Midiamax Publicado em 12/06/2015, às 12h26

None
noticia1424700423.jpg

Peemedebista provocou colegas na sessão

A vereadora Carla Stephanini (PMDB) saiu da base do prefeito Gilmar Olarte (PP) para se declarar independente, mas pelo tom usado em discurso, caminha rapidamente para oposição a atual administração.

Na última sessão ela ocupou mais de trinta minutos da palavra livre para criticar a atual gestão, fazendo, inclusive, desafio a base do prefeito, que ficou calada frente às alfinetadas. “Não vejo no plenário alguém que ouse defendê-lo”, desafiou.

Na ocasião do desafio o líder do prefeito, Edil Albuquerque (PMDB), não estava no plenário. Ele tinha saído poucos minutos antes, após ouvir, calado, boa parte da crítica da colega de partido, que atualmente está em lado oposto.

Quando Carla fez o desafio, seis vereadores que se dizem da base do prefeito estavam no plenário, mas continuaram calados: Dr. Loester (PMDB), Chocolate (PP), Francisco Saci (PRTB), Otávio Trad (PTdoB), Coringa (PSD) e Gilmar da Cruz.

Na próxima semana o prefeito terá uma prova de fogo com a base de sustentação dele na Câmara. Ele precisará de 10 (caso o quórum seja de 20) ou 15 votos (em caso de quórum de 15) para se livrar da comissão processante.

A oposição luta para reduzir para 15 o número de votos para abertura e já pediu reconsideração a Procuradoria Jurídica da Câmara. Eles entendem que a redução do número de votos facilitará a abertura, interferindo naqueles que estão indecisos.

Jornal Midiamax