Política

Ex-assessor de Bernal garante que não foi detido em suposta confusão durante culto de Olarte

O ex-assessor Silvano Carvalho afirmou, nesta segunda-feira (6), não ter sido detido pela polícia. Ele disse ser apoiador do ex-prefeito Alcides Bernal, mas nega  participação em confusão e ameaças ao atual chefe do Executivo, Gilmar Olarte. Por meio de uma nota de esclarecimento, Silvano Carvalho opinou que os apoiadores de Bernal são vítimas de “uma […]

Arquivo Publicado em 02/06/2014, às 12h05

None

O ex-assessor Silvano Carvalho afirmou, nesta segunda-feira (6), não ter sido detido pela polícia. Ele disse ser apoiador do ex-prefeito Alcides Bernal, mas nega  participação em confusão e ameaças ao atual chefe do Executivo, Gilmar Olarte.


Por meio de uma nota de esclarecimento, Silvano Carvalho opinou que os apoiadores de Bernal são vítimas de “uma enxurrada de falsas denúncias (…) com a clara intenção de denegrir” aqueles que são próximos do ex-prefeito.


O delegado de polícia Alberto Luiz Carneiro da Cunha de Miranda, plantonista da Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) Piratininga, garante que Silvano e Salém Pereira Vieira foram detidos na noite de ontem ao tentarem entrar na Assembleia de Deus Nova Aliança, no Bairro Coophamat, durante o Culto da Vitória, ministrado por Olarte.


No entanto, Silvano afirmou que ficou em casa durante a noite da suposta confusão. “Agora me pego envolvido numa situação inimaginável, inventada por um dos principais assessores de Gilmar Olarte. Essa mentira escabrosa e repugnante chegou até alguns veículos de comunicação, que ao que parece, nem se deram ao trabalho de checar as informações e já foram divulgando uma mentira como verdade absoluta”, afirmou o ex-assessor.


Silvano Carvalho disse ainda que vai registrar uma ocorrência por calúnia e que vai acionar a Justiça. “Mentir é crime, perante a lei dos homens e especialmente a de Deus”, finalizou.


O Midiamax procurou também falar com Salem Pereira Vieira, mas uma mulher atendeu o telefone e disse que ele só vai falar sobre o assunto no período da tarde.




Jornal Midiamax