Política

Aliado de Puccinelli diz que concurso da Sefaz “só dá problema por altos salários”

Deputado estadual, Júnior Mochi (PMDB) diz acreditar que o governo do Estado possa realizar o concurso da Secretaria de Estado de Fazenda (Sefaz) para agentes tributários e fiscais de renda, mesmo que as provas sejam elaboradas dentro das secretarias. “Tem muita discussão e muita suposição. O governo já fez 16 concursos e nenhum deu problema. […]

Arquivo Publicado em 13/02/2014, às 14h26

None
2005634152.jpg

Deputado estadual, Júnior Mochi (PMDB) diz acreditar que o governo do Estado possa realizar o concurso da Secretaria de Estado de Fazenda (Sefaz) para agentes tributários e fiscais de renda, mesmo que as provas sejam elaboradas dentro das secretarias.

“Tem muita discussão e muita suposição. O governo já fez 16 concursos e nenhum deu problema. Esse concurso da Sefaz só dá problema por causa dos altos salários”, opinou.

Os salários para os cargos são de R$ 6.661,57 e R$ 10.883,32 e as provas serão realizadas no dia 23 de fevereiro e 9 de março.

O Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul suspendeu a liminar que cancelava a realização do concurso da Secretaria de Estado de Fazenda (Sefaz) para agentes tributários e fiscais de renda, com mais de 12 mil inscritos.

A decisão também prevê que nenhuma outra liminar suspendendo o concurso possa ser proferida até o final do julgamento da ação para não atrapalhar o andamento do processo de seleção dos candidatos.

A Justiça havia concedido na tarde da última quarta-feira (5) uma liminar suspendendo o concurso público da Sefaz para ingresso de servidores nas carreiras de Fiscal de Rendas e Agente Tributário Estadual. A decisão em caráter liminar é do juiz David de Oliveira Gomes Filho, da 2ª Vara de Direitos Difusos, Coletivos e Individuais Homogêneos de Campo Grande.

A ação civil pública pedindo a suspensão do certame foi impetrada pela promotora de Justiça, Paula Volpe, do Ministério Público Estadual (MPE), que questiona a legalidade do concurso público e a isenção da banca examinadora.

Jornal Midiamax