Política

Edil diz que PMDB e PT serão aliados em 2014 se tiverem juízo

O vereador Edil Albuquerque (PMDB) afirma que não vai se opor a uma aliança entre o PT e o PMDB para as eleições em 2014. O vereador defende a aliança entre os dois partidos para repetir a dobradinha nacional. Ele entende que a aliança traria bons frutos para o Mato Grosso do Sul. Questionado se […]

Arquivo Publicado em 12/03/2013, às 19h30

None
1489871989.jpg

O vereador Edil Albuquerque (PMDB) afirma que não vai se opor a uma aliança entre o PT e o PMDB para as eleições em 2014. O vereador defende a aliança entre os dois partidos para repetir a dobradinha nacional. Ele entende que a aliança traria bons frutos para o Mato Grosso do Sul.

Questionado se acredita na aliança entre os dois partidos para 2014, Edil é direto: “Se tiver juízo sim. Dos dois lados”. Edil diz que é a favor de alianças pensando no programa de governo, compromisso social e melhorias para a saúde.

“Tem que ousar. Recurso existe. Basta ter bons projetos e uma união da bancada”, opinou o vereador, ressaltando que os leitos de hospitais, por exemplo, não receberam ampliação nos últimos anos. “O interesse público tem que sobrepor aos interesses partidários”, acrescentou.

Edil deixa claro que defende uma aliança tendo o PMDB como cabeça de chapa. Todavia, ressalta que “a coisa está tão difícil”, que é preciso ter juízo para conquistar governabilidade. “Tem que saber ceder. É igual casamento.”, concluiu.

O ex-vice-prefeito disse que toparia nova dobradinha com Nelsinho Trad. Porém, não aceitaria apenas o posto de vice-governador. Caso fosse chamado para compor, Edil gostaria de assumir uma das secretarias do Governo do Estado.

Jornal Midiamax