Política

Deputado do PMDB questiona: ‘Por que o partido não divulga as pesquisas internas?’

O deputado estadual Marquinhos Trad (PMDB) afirmou que mantém a posição de  disputar a sucessão de seu irmão, Nelson Trad Filho (PMDB), na prefeitura de Campo Grande.Marquinhos disse estranhar seu nome não ser cotado nas pesquisas internas dentro do partido, enquanto nomes de outras siglas são levantados, como o de Edson Giroto (PR). Para o […]

Arquivo Publicado em 05/05/2011, às 15h54

None
1584184235.jpg

O deputado estadual Marquinhos Trad (PMDB) afirmou que mantém a posição de  disputar a sucessão de seu irmão, Nelson Trad Filho (PMDB), na prefeitura de Campo Grande.
Marquinhos disse estranhar seu nome não ser cotado nas pesquisas internas dentro do partido, enquanto nomes de outras siglas são levantados, como o de Edson Giroto (PR).


Para o deputado, essas pesquisas deveriam ser abertas para a população. “Porque não divulgar”, questiona Marquinhos. Além disso, Marquinhos afirma querer apenas o ‘direito legítimo de se ter o nome cotado’.


Ainda segundo o deputado estadual, o partido tem ‘nomes fortes’ para disputar a prefeitura da Capital, não necessitando do PMDB ‘fechar’ em um candidato de outro partido.


Sobre a impossibilidade jurídica de se candidatar, por ser irmão do atual prefeito, Marquinhos afirmou que o ministro Marco Aurélio de Mello, do Superior Tribunal Federal, teria orientado que se caso o ocupante do cargo renuncie seis meses antes do pleito, o parente próximo poderia se candidatar.


“A discussão que existe é jurídica, não moral. Não justifica o partido não levar em conta minha candidatura”, finalizou Marquinhos.

Jornal Midiamax