Política

PMDB de Dourados reclama de “acerto imposto” com o DEM e pode rachar na eleição

Dos 40 membros do diretório municipal do PMDB, 26 participaram de reunião que discutiu a imposição do acordo costurado pelo governador Puccinelli para favorecer Murilo.

Arquivo Publicado em 22/12/2010, às 13h32

None

Dos 40 membros do diretório municipal do PMDB, 26 participaram de reunião que discutiu a imposição do acordo costurado pelo governador Puccinelli para favorecer Murilo.

Os peemedebistas de Dourados realizam nesta quinta-feira (23), a partir das 17h30, na Câmara Municipal, uma reunião decisiva para discutir o “acordo” com o DEM imposto pelo governador André Puccinelli no final da tarde de segunda-feira numa das salas do curso de Física da UEMS.


O presidente do diretório municipal do PMDB, vereador Laudir Munaretto disse a forma como foi conduzido o processo deixou mágoas na alma dos peemedebistas locais que sonhavam com candidatura própria.


Os sentimentos de revolta e indignação foram revelados durante reunião do diretório municipal realizada na tarde desta terça-feira na Câmara Municipal, disse Munaretto. Participaram deste encontro 26 dos quarenta membros do diretório.


Munaretto disse que “a reunião feita às pressas e de portas fechadas na UEMS deixou uma nódoa na autoestima dos membros do diretório e daquelas pessoas que ainda sonhavam na possibilidade de o Partido ter candidatura própria”.


Laudir que alega não ter sido convidado para a reunião na UEMS disse que é unânime no diretório a afirmação de que o “processo” necessitaria de ampla discussão no âmbito do próprio diretório. “Acredito que o PMDB é maior que tudo isso”, disse Laudir ao lembrar-se da necessidade de democracia interna.


O presidente do PMDB de Dourados disse que dessa reunião de amanhã poderá sair algum resultado que poderá não agradar muita gente preferindo não adiantar mais sobre a suposta “notícia indigesta”. “Vamos bater o martelo na nossa convenção que realizaremos no próximo domingo”, finalizou o peemedebista.

Jornal Midiamax