Polícia / Trânsito

Perícia especial é feita para esclarecer morte de PRF e motorista em MS

Aquaplanagem não é descartada de acidente com morte

Thatiana Melo Publicado em 13/10/2021, às 09h43

None
Reprodução / CCRMS Via/Foto: RV News

A viatura em que estava o policial rodoviário federal Eder Carlos Moura Candado será periciada em Mato Grosso do Sul, não na Bahia, conforme dito inicialmente pela polícia. A informação foi corrigida pelas autoridades policiais e neste texto, posteriormente à publicação. O policial morreu em um acidente na BR-163, em Rio Verde, a 194 quilômetros de Campo Grande, no último domingo (10). Além do policial, morreu Claudinei Fernandes, de 45 anos.

De acordo com a assessoria de comunicação da PRF, a viatura passará pela perícia e não há uma data para a conclusão. Não foi descartada aquaplanagem como causa do acidente, mas os laudos são esperados. 

O acidente aconteceu próximo ao km-671 da BR-163, entre Rio Verde e São Gabriel do Oeste, por volta das 11h50. O motorista, Claudinei, que conduzia o Jeep Cherokee morreu no local. O veículo em que ele estava chegou a pegar fogo após a colisão. O acidente aconteceu em uma curva.

O policial rodoviário chegou a ser levado ao hospital de Rio Verde, mas morreu logo após dar entrada. Na viatura, também havia outro policial no banco de passageiro. Ele não sofreu ferimentos graves. 

(Inicialmente, a polícia informou que há centros especializados de perícia da PRF pelo Brasil, e que este acidente seria analisado na Bahia. No entanto, a informação foi corrigida posteriormente). 

(Matéria editada às 11h13 para correção de informações) 

Jornal Midiamax