Polícia / Trânsito

VÍDEO: imagens mostram motorista furando ‘Pare’ e atropelando editor de imagens

Imagens de câmeras de segurança mostram o momento em que o editor de imagens Anderson Olmos de Castro, de 40 anos, é atropelado por um carro em alta velocidade, no cruzamento das ruas Alfredo Justino com João Silvao, em Três Lagoas, cidade a 325 quilômetros de Campo Grande. Anderson morreu no hospital da cidade, na […]

Thatiana Melo Publicado em 02/09/2020, às 07h54 - Atualizado às 15h12

(Reprodução)
(Reprodução) - (Reprodução)

Imagens de câmeras de segurança mostram o momento em que o editor de imagens Anderson Olmos de Castro, de 40 anos, é atropelado por um carro em alta velocidade, no cruzamento das ruas Alfredo Justino com João Silvao, em Três Lagoas, cidade a 325 quilômetros de Campo Grande. Anderson morreu no hospital da cidade, na segunda-feira (31).

Pelas imagens é possível ver quando o veículo vem alta velocidade e não respeita a sinalização horizontal de Pare. Com a batida, Anderson é arremessado para cima e cai no asfalto. Ele foi socorrido, mas não resistiu e morreu. As imagens foram publicadas pelo site Hoje Mais, noticiando que a polícia já teria a identidade do motorista que matou o editor de imagens.

Em sua rede social, Anderson manifestou sua tristeza após perder a sua mãe, no dia 24 de agosto, há exatamente uma semana, publicou o site Rádio Caçula. O Sindjor-MS (Sindicato dos Jormalistas Profissionais de Mato Grosso do Sul) emitiu uma nota. Leia abaixo:

É com imenso pesar que o Sindicato dos Jornalistas Profissionais de Mato Grosso do Sul (Sindjor MS), comunica que o colega Anderson Olmos de Castro, de 40 anos, morreu nesta segunda-feira, 31, vítima de acidente de trânsito, ocorrido no domingo, 30, no centro de Três Lagoas. Anderson, era editor de imagens na afiliada de TVCultura, em Três Lagoas. A moto que ele dirigia, teria sido atingida por um carro, em um cruzamento da área central da cidade. Bastante ferido, o editor foi levado para um hospital, passou por cirurgia mas, nesta segunda-feira, ele veio a óbito, por volta das 9h. Ele deixa esposa e dois filhos pequenos. 

O Sindjor MS solidariza-se com a família e amigos de Anderson, neste momento de dor.

Jornal Midiamax