Polícia / Trânsito

Cinco dias após atropelamento, mulher morre em hospital de MS

Michele Pinheiro da Silva Santos, 37 anos, morreu nesta terça-feira (09) no Hospital da Vida de Dourados, cidade a 225 quilômetros de Campo Grande. No dia 4 de maio, ela foi atropelada por um carro na cidade de Nova Andradina. O condutor do carro que atropelou a vítima afirmou que a mulher teria se jogado. […]

Dayene Paz Publicado em 10/06/2020, às 13h54 - Atualizado às 13h55

Mulher ficou cinco dias internada. Imagem: Divulgação, Nova News
Mulher ficou cinco dias internada. Imagem: Divulgação, Nova News - Mulher ficou cinco dias internada. Imagem: Divulgação, Nova News

Michele Pinheiro da Silva Santos, 37 anos, morreu nesta terça-feira (09) no Hospital da Vida de Dourados, cidade a 225 quilômetros de Campo Grande. No dia 4 de maio, ela foi atropelada por um carro na cidade de Nova Andradina. O condutor do carro que atropelou a vítima afirmou que a mulher teria se jogado.

No dia dos fatos, Michele foi socorrida inconsciente pelo Corpo de Bombeiros Militar e levada até o Hospital Regional de Nova Andradina. Na mesma data, foi transferida para Dourados, onde permaneceu hospitalizada até esta terça-feira.

De acordo com o site Nova News, após atropelar a mulher, o condutor do veículo deixou o local antes mesmo da chegada do socorro, porém, logo depois, entrou em contato com família, se colocando à disposição.

Nas palavras do condutor, a vítima é quem teria provocado o acidente, se jogando intencionalmente na frente do veículo. De fato, pessoas do convívio da mulher disseram que ela, em determinados momentos, falava em atentar contra a própria vida. As circunstâncias do acidente deverão ser apuradas pelas autoridades.

Michele Pinheiro da Silva Santos era mãe de cinco filhos. A mais velha teria 19 anos e os mais novos seriam dois gêmeos que estão prestes a completarem um ano de vida.

Jornal Midiamax