Polícia / Trânsito

Americana narra acidente fatal de carro pelo Twitter sem saber que o marido é a vítima

Uma mulher de Vancouver, no Estado americano de Washington, narrou um acidente de carro pelo Twitter sem saber que a vítima, morta na colisão, era o próprio marido. Caran Johnson, cujo perfil na rede social é @ScanCouver, costumava monitorar informalmente as ocorrências policiais, e tuitou sobre um acidente grave na rodovia interestadual I-205 e ainda […]

Arquivo Publicado em 06/12/2013, às 11h56

None

Uma mulher de Vancouver, no Estado americano de Washington, narrou um acidente de carro pelo Twitter sem saber que a vítima, morta na colisão, era o próprio marido.

Caran Johnson, cujo perfil na rede social é @ScanCouver, costumava monitorar informalmente as ocorrências policiais, e tuitou sobre um acidente grave na rodovia interestadual I-205 e ainda comentou o quanto odiava aquele trecho.

“Muitas rampas, muita velocidade e poucas pistas.”

Na sequência, ela retuitou uma notícia de que havia um morto no acidente, dada por um jornal local.

Foi só então que Caran se lembrou de que o marido, Craig R. Johnson, provavelmente tinha pego aquela estrada para trabalhar. Preocupada, ela escreveu:

“Estou tentando não entrar em pânico… mas ele não atende o telefone.”

E está atrasado. Desesperada, Caran perguntou às autoridades, via Twitter, a descrição dos veículos envolvidos.

Duas horas depois do primeiro tuíte, ela recebeu a confirmação de que Johnson que dirigia um Hyundai Elantra, era a vítima do acidente. O carro dele havia colidido contra um Toyota. Ela então escreveu:

“É ele. Ele está morto.”

Pouco antes de receber a notícia, Caran tuitou que o marido era epiléptico e poderia ter sofrido uma convulsão na estrada. A polícia agora investiga se a epilepsia causou o acidente.

Os seguidores de Caran no Twitter, que acompanharam a tragédia, logo começaram uma campanha para arrecadar fundos para a família.

Jornal Midiamax