Polícia / Trânsito

Herdeiro da Red Bull é detido após acidente fatal com Ferrari

Um neto do cofundador da empresa de bebidas energéticas Red Bull, o bilionário tailandês Chaleo Yoovidhya, foi detido por matar um policial a moto em um acidente com sua Ferrari em Bangcoc e fugir do local, anunciou a polícia local. Worayuth Yoovidhya, 27 anos, teria arrastado a vítima por 100 metros depois do choque, na […]

Arquivo Publicado em 03/09/2012, às 13h43

None
793019318.jpg

Um neto do cofundador da empresa de bebidas energéticas Red Bull, o bilionário tailandês Chaleo Yoovidhya, foi detido por matar um policial a moto em um acidente com sua Ferrari em Bangcoc e fugir do local, anunciou a polícia local.


Worayuth Yoovidhya, 27 anos, teria arrastado a vítima por 100 metros depois do choque, na madrugada desta segunda-feira.


“Acompanhamos o rastro deixado pelo vazamento de gasolina na pista, que nos levou à casa onde estava estacionada a Ferrari”, declarou o tenente-coronel Viraol Thubthimdee, da polícia da capital tailandesa.


“Será processado por atropelamento com morte, por fugir e por não informar as autoridades. Pode ser condenado a uma pena de prisão máxima de 10 anos e a uma multa”, disse Viradol. Worayuth nega as acusações. Seu avô, Chaleo Yoovidhya, que morreu em março aos 89 anos, deixou uma fortuna calculada em cinco bilhões de dólares em 2011.


Yoovidhya criou a Red Bull em 1984 com o austríaco Dietrich Mateschitz. Atualmente, a empresa também é proprietária de dois clubes de futebol, o Red Bull Salzburgo na Áustria e o New York Red Bulls nos Estados Unidos, além de uma equipe de Fórmula 1.

Jornal Midiamax