Polícia / Trânsito

Candidato a deputado dirigia carro em acidente que matou 2 no RS

O candidato a deputado federal Ênio Antônio Souza (PSDC) dirigia o carro que se chocou com uma moto na noite desta sexta-feira (17), na RSC-287, em Santa Maria (RS). As duas pessoas que estavam na moto morreram depois do acidente, e o candidato não prestou socorro. A mulher que estava no banco do passageiro permaneceu […]

Arquivo Publicado em 19/09/2010, às 12h12

None

O candidato a deputado federal Ênio Antônio Souza (PSDC) dirigia o carro que se chocou com uma moto na noite desta sexta-feira (17), na RSC-287, em Santa Maria (RS). As duas pessoas que estavam na moto morreram depois do acidente, e o candidato não prestou socorro. A mulher que estava no banco do passageiro permaneceu no local.


O carro pertence a Souza e, segundo a polícia, tinha adesivos de campanha do candidato. O delegado Vladimir Urach, que registrou a ocorrência, afirmou que a mulher que estava no carro  já foi interrogada. “Ela disse que só vai se manifestar em juízo”, diz ele. O delegado diz que Souza fugiu “para não ser preso em flagrante”.


Advogado de Souza, Cristiano Urach confirma que o candidato dirigia o carro no momento do acidente e diz que seu cliente não fugiu. “Ele diz que não está foragido e é a pessoa mais interessada nos esclarecimentos do fato. (Souza) ia se apresentar esta noite à polícia, mas sente muitas dores nas costas e está muito abalado. Por isso, deve se apresentar neste domingo”, diz o advogado, que é primo do delegado Vladimir Urach, segundo o policial.


Cristiano conversou com o candidato para ouvir sua versão sobre o acidente. Segundo ele, Souza ia fazer um retorno na estrada momentos antes do choque. “Ele entrou no acostamento, acendeu o pisca-alerta para a esquerda e não viu ninguém. Quando entrou na pista houve o choque com a moto. Ele estava tonto nesse momento e uma pessoa que passava pelo local o colocou dentro do carro. Ele não quis ir ao hospital e pediu para ser levado até a casa de um amigo”, diz Cristiano.

Jornal Midiamax