Polícia

Suspeito de matar esposa de policial executado é preso na fronteira

O homem interceptou o carro da viúva que foi morta a tiros

Graziella Almeida Publicado em 15/01/2022, às 11h26

None
foto: Reprodução/Redes Sociais

A Polícia Paraguaia prendeu o suspeito de matar a tiros Maricela Rojas Gimenez, na quinta-feira (13), em Pedro Juan Caballero - cidade que faz fronteira com Ponta Porã. A mãe do acusado também foi detida e levada para Delegacia, após planejar a morte da nora, de 26 anos, que era viúva de um policial que também foi executado três meses antes.

Conforme informações do site Ponta Porã News, o crime foi motivado por uma disputa de herança que tentavam apossar dos bens do casal, que levou o cunhado e a sogra planejarem o crime. Os dois foram presos no mesmo dia da execução de Maricela e seguem aguardando decisão da Justiça paraguaia. 

O caso 

Maricela Rojas Gimenez, de 26 anos, foi executada a tiros na tarde de quinta-feira (13), em Pedro Juan Caballero. A vítima estava dirigindo uma caminhonete, quando teve o carro interceptado pelo autor que pilotava uma motocicleta e fez os disparos de arma de fogo. Maricela estava acompanha da uma outra mulher, que saiu ilesa do ataque. 

A jovem era viúva de Jorge Ortega Garcia, que também foi executado a tiros em setembro de 2021.

Jornal Midiamax