Polícia

Foragido, assassino que matou homem na frente de criança no Nova Lima é preso em motel

Ele estaria se preparando para fugir da cidade, mas acabou preso com armas e drogas

Anna Gomes Publicado em 08/01/2022, às 08h33

Vítima foi assassinada no ano novo.
Vítima foi assassinada no ano novo. - Reprodução/Facebook.

O assassino de Renner dos Santos de Aquino, de 26 anos, morto a tiros em frente de uma criança, no dia 1º de janeiro, no Bairro Nova Lima, foi preso na noite desta sexta-feira (7), em um motel de Campo Grande. O suspeito, identificado como Gleisson Rogers Araújo, estava se preparando para fugir, mas acabou detido com armas, munições e drogas.

Conforme o delegado titular da 2ª Delegacia de Polícia Civil, Enilton Zalla, a Polícia Militar prendeu Gleisson por tráfico de drogas e porte ilegal de arma de fogo.

Conforme a polícia, os militares receberam uma denúncia anônima de que Gleisson estaria em um motel de Campo Grande e que tinha a intenção de fugir para a cidade de Rio Negro, município distante aproximadamente 150 quilômetros da Capital.

No motel, os policiais realizaram uma abordagem. Gleisson supostamente confessou ter assassinado Renner e que a arma usada no crime estaria em sua residência, localizada no Jardim Aero Rancho.

No imóvel do assassino, dentro de um saco, os policiais encontraram um revólver calibre 357. Na casa, os militares também encontraram munições e drogas, sendo 20 porções de pasta base e cinco de maconha.

Gleisson foi preso e encaminhado para a Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) do Cepol (Centro Integrado de Polícia Especializada).

Relembre o caso
Uma das testemunhas dirigia o Palio e no banco do passageiro ao lado estavam sua esposa e seu filho, de dois anos. Já no banco de trás estavam a sogra e Renner, que era amigo da família e pegava uma carona. Perto do cruzamento das ruas Zulmira Borba e Francisco Pereira Coutinho, o carro teve uma pane e parou.

Foi neste momento que o atirador chegou em uma motocicleta, desceu e foi direto até a janela onde estava Renner. Os dois tiveram uma discussão e o homem apontou a arma de fogo para a vítima, quando o motorista implorou para ele não atirar. “Pelo amor de Deus, tem criança aqui”, teria dito.

Mesmo assim, o suspeito afirmou que o “rolo” era com Renner, fez os disparos contra a cabeça da vítima e fugiu. A família não conhecia o autor do crime e o motorista conseguiu levar o rapaz até a UPA (Unidade de Pronto Atendimento) Nova Bahia após o carro funcionar.

Renner chegou ao posto de saúde já sem vida — Polícia Civil e Perícia foram acionadas. No registro da ocorrência, foi constatado que o rapaz estava evadido do Sistema Prisional. O caso é investigado como homicídio simples.

Jornal Midiamax