Polícia

Vizinhos de menino morto em atropelamento ameaçam queimar residência de acusado

Polícia encontra garrafas de cerveja dentro de carro de condutor que fugiu após acidente

Equipes do Corpo de Bombeiros e também do Samu ainda tentaram reanimar a criança
Equipes do Corpo de Bombeiros e também do Samu ainda tentaram reanimar a criança - Sidney Bronka

A polícia militar teve trabalho para conter a revolta dos vizinhos do menino Otávio Camargo Cano de Andrade, de 13 anos, que foi atropelado na tarde deste domingo (25), no Estrela Porã, em Dourados. Eles tentaram incendiar a casa do acusado, que fugiu após o acidente e não prestou socorro à vítima.

Durante vistorias feitas no veículo GM Montana, conduzido por Mateus Santos Souza, de 23 anos, peritos encontraram várias garrafas de cerveja. O motorista é conhecido no bairro onde mora, como “Cabeça Quadrada” e tem diversas passagens pela polícia.

Entre os crimes já praticados por “Cabeça Quadrada” estão direção perigosa e tentativa de homicídio. Nos fundos da casa dele, a Polícia Militar também encontrou uma moto que teria sido roubada essa semana em Dourados.

Equipes do Corpo de Bombeiros e Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) foram acionadas. Entretanto, ao chegarem ao local, tentaram reanimar a criança, mas ela já estava sem vida. Por medo de retaliação dos vizinhos, a família do acusado já retirou móveis e roupas da residência.

Jornal Midiamax