Polícia

Vereador de MS é acusado de atirar contra olho e barriga de rapaz de 20 anos

A vítima vai perder o olho atingido

Renata Portela Publicado em 24/05/2021, às 17h08

Vítima teve o olho comprometido com o tiro
Vítima teve o olho comprometido com o tiro - (Via WhatsApp)

No domingo (23), rapaz de 20 anos foi vítima de tiros que teriam sido feitos por um vereador de Coronel Sapucaia, município distante 380 quilômetros de Campo Grande. Foram disparados tiros de borracha contra a vítima, que foi atingida no abdômen e também no olho direito, que foi comprometido.

Segundo a Polícia Militar, por volta das 18 horas de domingo funcionários do hospital acionaram a equipe, após o rapaz dar entrada vítima dos disparos. Foi identificado o indígena, que seguia para o trabalho em uma fazenda, quando o vereador atirou contra ele duas vezes, sem motivo.

As munições usadas pelo autor seriam de elastômero e ele teria fugido para dentro da reserva indígena após os fatos. O suspeito foi identificado inicialmente como o vereador Claudemiro Lescano (MDB). O capitão da aldeia relatou ao Midiamax que essa não é uma situação isolada. “No cargo de vereador ele deveria defender a vida e não tirar”, disse.

Ainda conforme o capitão, Osvaldo, o vereador não teve motivação para fazer os disparos. “Sem motivo, só andando com a arma, atirando pra lá e pra cá”, afirmou. Também segundo ele e outras testemunhas, o vereador teria ingerido bebidas alcoólicas antes de fazer os disparos.

Um boletim de ocorrência foi feito pela Polícia Militar e a família da vítima procurou a delegacia no período da tarde desta segunda-feira, para oficializar a denúncia contra Claudemiro. “As autoridades têm que tomar uma providência”, finalizou o capitão. Até o momento, o Midiamax não conseguiu contato com o vereador.

Jornal Midiamax