Polícia

‘Soldado de b***’: Major detido com arma em aniversário ficará preso em MS

Major ainda disse que meteria bala em quem se aproximasse do portão de sua casa

Thatiana Melo Publicado em 14/06/2021, às 09h18

None

Antes de ser detido e levado para a delegacia de Miranda a 203 quilômetros de Campo Grande, o major de 59 anos, Adão Cavaglieri, da reserva da Polícia Militar protagonizou cenas de xingamentos a seus colegas de farda como também ainda ameaçou atirar contra os policiais que foram até a casa do major averiguar denúncia de aglomeração neste domingo (13). O major teve a prisão preventiva decretada nesta segunda-feira (14) após passar por audiência de custódia.

Os policiais foram até a casa junto de agentes da Vigilância Sanitária quando foram recebidos pelo major e sua esposa, que estavam sem máscaras e confirmaram uma festa com cerca de 20 pessoas. Quando foi abordado por um soldado da guarnição disse, “Eu sou coronel e você é um soldado de bosta”.

Ainda durante a abordagem, o major teria dito que trocaria tiros como soldado. Ele foi até o carro que estava parado próximo a sua residência e voltou com a arma apontando para os integrantes da guarnição falando, “Se chegar perto do meu portão vou meter bala, por que eu tô louco, louco.”

Ele só aceitou conversar com um outro militar que estava junto dos colegas já que ele dizia que o resto era corrupto. Nisso acabou entregando a arma e mais 11munições intactas. Ele foi trazido para Campo Grande onde passa por audiência de custódia.

No dia da confusão, o Jornal Midiamax entrou em contato com o deputado Evander Vendramini que afirmou que foi acompanhar o major como advogado refutando informações de que estaria na festa.

Segundo o deputado, ele estava vindo de Corumbá para Campo Grande, quando recebeu a informação da prisão do major e junto da filha do militar foi até o quartel de Miranda como advogado. “Não havia aglomeração na festa, só estavam familiares cerca de 8 pessoas”, disse o deputado, mas o major confirmou cerca de 20 pessoas na festa.

Em nota a assessoria da PM disse, “A Polícia Militar informa que na noite do dia 12 de junho um Major da reserva remunerada da PM foi preso em flagrante por desacato e ameaça a policiais militares no município de Miranda, além de descumprir as medidas restritivas impostas pelo referido Município durante uma festa. O autor foi trazido para o Presídio Militar de Campo Grande, onde aguarda audiência de custódia.”

Jornal Midiamax