Polícia

Preso por esfaquear mulher em bar alegou se defender de ameaças de casal

Mulher passou por cirurgia depois de perder 2 litros de sangue

Thatiana Melo Publicado em 27/04/2021, às 08h29 - Atualizado às 08h29

None
(Ilustrativa)

Preso por esfaquear uma mulher de 28 anos em uma briga de bar no Jardim Columbia, em Campo Grande, na noite de domingo (25) alegou que estava sendo ameaçado pelo casal, e por isso, estava andando armado e teria desferido o golpe contra a vítima, que foi socorrida para a Santa Casa.

O homem passa por audiência de custódia nesta terça (27) e contou em depoimento que havia um desentendimento entre ele e o marido da vítima, sendo que havia sido ameaçado de morte por ele, e por isso, passou a andar armado com uma faca de açougueiro.

Quando chegou ao bar, o casal veio de encontro a ele e com medo teria iniciado a briga que acabou se tornando em uma confusão generalizada. A mulher acabou esfaqueada na perna e perdeu muito sangue sendo levada para o hospital onde passou por cirurgia.

O esfaqueamento

A polícia foi chamada para o local por volta das 20h40 deste domingo (25) quando se instalou uma briga generalizada no estabelecimento que havia começado com dois homens embriagados e depois acabou envolvendo outras pessoas que estavam no bar.

Durante a confusão, a mulher teria ido falar com o autor que estava armado com uma faca e discutindo com seu marido quando ele a esfaqueou na perna causando um corte profundo fazendo com a vítima perdesse muito sangue. O Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) foi acionado e a mulher levada para a Santa Casa.

Segundo os médicos do hospital, ela passou por cirurgia e corria risco de morte por ter perdido muito sangue. O autor foi encontrado pelos policiais a uma quadra de distância do bar e estava com a faca usada no crime suja de sangue, mas desmentiu que tivesse atacado a mulher falando que ela havia se ferido sozinha. Ele foi levado para a delegacia.

Jornal Midiamax