Polícia

Preso membro do PCC que sequestrou e torturou homem no tribunal do crime

Foi preso pela DEH (Delegacia Especializada de Homicídios), na manhã desta sexta-feira (5), um membro da facção criminosa PCC (Primeiro Comando da Capital) de 26 anos, que teria participado de um tribunal do crime, em outubro de 2020. O integrante da facção tinha um mandado de prisão em aberto e foi localizado no bairro Lagoa […]

Thatiana Melo Publicado em 05/02/2021, às 12h07 - Atualizado às 12h16

(Divulgação PC)
(Divulgação PC) - (Divulgação PC)

Foi preso pela DEH (Delegacia Especializada de Homicídios), na manhã desta sexta-feira (5), um membro da facção criminosa PCC (Primeiro Comando da Capital) de 26 anos, que teria participado de um tribunal do crime, em outubro de 2020.

O integrante da facção tinha um mandado de prisão em aberto e foi localizado no bairro Lagoa Dourada, sendo preso e levado para a delegacia. O crime aconteceu no dia 18 de outubro de 2020, quando um homem de 37 anos foi sequestrado e torturado pelos membros da facção.

A vítima arrombou o porta-malas do veículo e se jogou na rua, impedindo que fosse executada. O homem contou que caminhava pelo Residencial Azaleia, quando foi abordado por cinco pessoas que estavam em três carros, dentre os quais um Monza, um Celta e um Corsa. O grupo o cobriu com capuz e, sob ameaça de arma de fogo, o colocou no porta-malas.

Os criminosos diziam a todo momento que ele seria executado. Durante a abordagem, os faccionados teriam dado seis disparos de arma de fogo, dos quais dois ao lado da orelha da vítima, como forma de intimidação. Também promoveram agressões com coronhadas, socos e chutes na região genital.

Depois de tudo isso, sabendo que seria levado até o Jardim Noroeste para ser assassinado, o homem conseguiu abrir o porta-malas do carro e pulou na rua, conseguindo escapar. Ele pediu ajuda na casa de uma testemunha que acionou o Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência).

Jornal Midiamax