Polícia

Preso há mais de 1 mês no Garras, Fahd Jamil é levado a hospital para cirurgia

Juiz determinou a liberação para o procedimento

Renata Portela Publicado em 27/05/2021, às 14h19

Imagem ilustrativa
Imagem ilustrativa - (Arquivo, Midiamax)

Na quarta-feira (26), o juiz Roberto Ferreira Filho, da 1ª Vara Criminal de Campo Grande, concedeu pedido da defesa de Fahd Jamil, para que o réu passasse por cirurgia. Nesta quinta-feira (27), ele foi levado sob escolta policial até um hospital particular.

O pedido para liberação do réu está sob sigilo e foi aceito pelo juiz no início da noite de quinta-feira. A decisão é para que Fahd passe por procedimento cirúrgico no coração, que não foi especificado. Ele deixou a cela do Garras (Delegacia Especializada de Repressão a Roubo a Banco, Assaltos e Sequestros), onde está preso atualmente, e foi levado sob escolta ao hospital.

Não há informação sobre o tempo que o réu deve permanecer no hospital. O pedido está sob sigilo, bem como a decisão do magistrado. Já sobre o pedido de liberdade provisória, o Midiamax apurou que os laudos médicos já ficaram prontos e agora é aguardada a decisão.

Fahd se entregou no dia 19 de abril, depois de ficar cerca de 10 meses foragido. Em 2020, ele foi denunciado no âmbito da Operação Omertà por vários crimes e ficou foragido, até que entrou em contato com o advogado e decidiu se entregar, no Aeroporto Santa Maria.

Jornal Midiamax