Polícia

Preso foge da Máxima e Agepen abre investigação para apurar se houve ajuda de funcionário

Corregedoria Geral está acompanhando o caso

Thatiana Melo e Danielle Errobidarte Publicado em 03/06/2021, às 12h34

None
(Henrique Arakaki, Midiamax)

Um preso que estava encarcerado no Estabelecimento Penal Jair Ferreira de Carvalho, a Máxima, em Campo Grande fugiu entre a madrugada de terça-feira (1º) e a quarta-feira (2). Informações obtidas pelo Jornal Midiamax são de que uma funcionária do presídio teria ajudado na fuga.

O preso, que não teve o nome revelado, teria fugido em um caminhão da cozinha com a ajuda de uma funcionária. De acordo com a Agepen (Agência Estadual de Administração do Sistema Penitenciário), o caso está sendo investigado pela Corregedoria-Geral, que já tomou conhecimento e está acompanhando e analisando as imagens das câmeras de monitoramento do presídio.

A Polícia Civil também está apurando as circunstâncias dos fatos, juntamente com a Gerência de Inteligência do Sistema Penitenciário. Confira a nota na íntegra:

"A Agência Estadual de Administração do Sistema Penitenciário (Agepen) informa que o caso está sendo investigado pela Corregedoria-Geral, a qual já tomou conhecimento e está acompanhando e analisando as imagens das câmeras de monitoramento do Estabelecimento Penal Jair Ferreira de Carvalho, em Campo Grande.

Além disso, já foi registrada ocorrência e a Polícia Civil também está apurando as circunstâncias dos fatos, juntamente com a Gerência de Inteligência do Sistema Penitenciário.

Importante destacar que a Agepen está buscando a elucidação dos fatos o mais breve possível, com atuação integrada com forças de segurança pública, zelando sempre pela transparência e eficiência das informações".

Jornal Midiamax