Polícia

Presas por maus-tratos, irmãs que tinham mais de 180 animais em casa são liberadas

Elas passaram por audiência de custódia

Renata Portela Publicado em 24/06/2021, às 13h26

As irmãs foram presas em casa e os animais resgatados
As irmãs foram presas em casa e os animais resgatados - (Divulgação)

As irmãs que mantinham mais de 180 animais em casa, no Jardim Jacy, ganharam liberdade provisória nesta quinta-feira (24). Elas foram presas após denúncias de maus-tratos e uma delas xingou policiais da Decat (Delegacia Especializada de Repressão aos Crimes Ambientais e de Atendimento ao Turista).

Na casa em que viviam as mulheres de 59 e 63 anos, os policiais encontraram 143 galinhas, quatro cachorros, um porquinho-da-índia, dois patos, 30 pintinhos, dois pombos e cinco aves exóticas, além de ratos domésticos. Os cachorros foram encontrados trancados dentro de um quarto na casa, sem acesso à luz e em local úmido, sem água.

Já o porquinho-da-índia estava dentro de uma caixa sem água e comida e em meio a fezes. As galinhas e galos estavam soltas no quintal onde havia muita sujeira e acumulo de restos de alimentação. Segundo a polícia, os animais estavam desnutridos.

Na quinta-feira (23), todos os animais foram resgatados pelos policiais, que acabaram sendo xingados pelas moradoras. Elas responderão em liberdade pelos crimes de desacato, maus-tratos e poluição.

Jornal Midiamax