Polícia

Por indicação de colega, homem contrai dívida de R$ 32 mil ao fazer portabilidade de empréstimo

Ele só percebeu que caiu em golpe após consultar o extrato

Danielle Errobidarte Publicado em 12/05/2021, às 17h49

None
(Foto: Ilustrativa)

Homem, de 57 anos, foi vítima de estelionato e contraiu dívida no valor de R$ 32 mil em Campo Grande. A vítima procurou a polícia nesta quarta-feira (12) e teria recebido indicação de um colega para fazer a portabilidade de um empréstimo, mas acabou contratando outro.

Conforme informações do registro policial, o homem explicou que, após receber a indicação, teria enviado os documentos pessoais pelos Correios, além de fornecer sua senha do sistema de segurança, via WhatsApp. Ele recebeu orientação pelo telefone, de um número com DDD de São Paulo.

O intuito da vítima era reduzir o valor das parcelas de empréstimo anterior. Ele disse à Polícia que não conhecia o procedimento de portabilidade, e por isso foi induzido ao erro pelo colega. A vítima só percebeu que se tratava de um segundo empréstimo ao consultar seu extrato no banco e verificar que as parcelas do primeiro ainda estavam sendo descontadas.

Após entrar em contato com o banco, ele constatou que sua assinatura foi falsificada. Ao confrontar o colega que teria recomendado o empréstimo, este teria dito que “não poderia resolver o problema, pois o banco havia falido”.

Jornal Midiamax