Polícia

MPMS denuncia policial que deixou preso custodiado fugir de hospital em Campo Grande

Segundo apuração, preso escapou em novembro de 2020, enquanto policial foi ao banheiro

Renan Nucci Publicado em 11/06/2021, às 16h12

Preso estava internado na Santa Casa quando fugiu
Preso estava internado na Santa Casa quando fugiu - Foto Ilustrativa

O policial militar que deixou um preso sob sua custódia fugir da Santa Casa no ano passado, em Campo Grande, foi denunciado pelo MPMS (Ministério Público Estadual de Mato Grosso do Sul), com base no artigo 179 do Decreto de Lei 1.001 de 21 outubro de 1969. Caso seja condenado, pode pegar de três meses a um ano de prisão.

Consta na peça acusatória que no dia 27 de novembro de 2020, o soldado havia sido designado para acompanhar o preso Marcos Jair Dias, que buscava atendimento médico. Entre às 15h30 e 16h15, o militar saiu de perto do custodiado em busca de um banheiro. Ao retornar, constatou que o preso havia fugido do local, pois não estava algemado.

Em seu interrogatório, o PM disse que não havia algemado o custodiado uma vez que o mesmo era grande demais e que não conseguiria realizar tal procedimento sem lesioná-lo. Disse ainda que na data dos fatos Jair estava tranquilo e tinha dormido a maior parte do tempo. Neste sentido, assumiu o risco ao perder Jair do campo de visão.

O processo tramita na Vara da Auditoria Militar de Campo Grande, sob os cuidados do juiz Alexandre Antunes da Silva. Na última quarta-feira (09), foi realizada audiência do caso, oportunidade em que o policial prestou esclarecimentos à Justiça. Em fevereiro, um preso também fugiu da escolta policial enquanto estava na Santa Casa.

Jornal Midiamax