Polícia

Polícia apura se suspeitos deviam dinheiro a garagista e um foi preso nas Moreninhas

Investigado apresentou documento falso durante abordagem policial

Renan Nucci Publicado em 05/12/2021, às 12h02

Garagista envolvido com agiotagem está desaparecido
Garagista envolvido com agiotagem está desaparecido - Divulgação

O garagista Carlos Reis Medeiros de Jesus, de 52 anos, desaparecido desde a manhã da última terça-feira (30), em Campo Grande, pode ter sido alvo de um acerto de contas envolvendo agiotagem. Informações são de que um dos três suspeitos devia quantia considerável à vítima. Durante ação da Polícia Militar na noite de sábado (4), na região das Moreninhas, um homem acabou preso por uso de documento falso.

Consta no boletim de ocorrência que a polícia tomou conhecimento da identidade de três homens que podem ter participado de um possível assassinato do garagista, já que Carlos ainda não foi localizado. O crime teria sido cometido, supostamente, como forma de livrar um dos investigados da dívida com a vítima. Os demais teriam auxiliado na empreitada. Por volta das 20 horas de sábado, o Batalhão de Choque da PM recebeu denúncia de que os suspeitos estariam fugindo da cidade.

A equipe então passou a fazer rondas e abordou um veículo modelo Parati conduzido por uma mulher, que tinha como passageiros três homens. Na ação, foi constatado que um destes homens havia apresentado documento falso, dizendo que era outra pessoa. Ele fez isso porque contra ele havia dois mandados de prisão em aberto.

Além disso, conforme registrado em boletim de ocorrência, os abordados seriam os indivíduos denunciados pelo sumiço de Carlos. Com eles havia um colchão, um ventilador, travesseiro e garrafas pet congeladas. Eles afirmaram que iriam para uma chácara, mas não souberam informar o local.

Um deles cumpre pena em regime aberto e deveria ter se apresentado na Casa do Albergado, mas disse que justificaria sua ausência. A mulher foi liberada e os três homens foram encaminhados à Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) do Cepol, para outros esclarecimentos. O caso é investigado.

Carros

Policiais civis da DEH (Delegacia Especializada de Repressão aos Crimes de Homicídios) localizaram dez veículos do garagista Carlos em um desmanche localizado na Travessa Pompeu, região do Jardim Centro Oeste, na noite de quarta-feira (1º). Quatro pessoas que estavam no local foram levadas à delegacia. 

Jornal Midiamax