Polícia

Polícia apreende motos em SP furtadas e prende receptador

A Polícia Civil de Brasilândia recuperou duas motocicletas que haviam sido furtadas na cidade de Dracena (SP) e prendeu em flagrante um homem, de 34 anos, suspeito de ser o receptador dos veículos, em Brasilândia, cidade a 361 quilômetros de Campo Grande. Segundo a polícia a ação ocorreu após a apreensão feita pela Polícia Civil, […]

Diego Alves Publicado em 05/03/2021, às 00h37 - Atualizado às 00h40

Reprodução
Reprodução - Reprodução

A Polícia Civil de Brasilândia recuperou duas motocicletas que haviam sido furtadas na cidade de Dracena (SP) e prendeu em flagrante um homem, de 34 anos, suspeito de ser o receptador dos veículos, em Brasilândia, cidade a 361 quilômetros de Campo Grande.

Segundo a polícia a ação ocorreu após a apreensão feita pela Polícia Civil, na última sexta feira (26), de outra motocicleta furtada no estado vizinho. Agentes da Polícia Civil de Mato Grosso do Sul passaram a trocar informações com policiais do Estado de São Paulo e verificaram ocorrências de outros furtos com a mesma forma de agir.

Ainda de acordo com a polícia, em seguida, a delegacia de Brasilândia identificou a pessoa que trouxe a motocicleta de Dracena e identificou um possível autor dos furtos. Questionado sobre a autoria, ele confessou que havia furtado três motos em São Paulo. O suspeito ainda indicou o receptador dos bens furtados.

Uma das motos foi localizada na casa do indivíduo preso e já estava sendo desmontada e com o chassi raspado. O suspeito recebeu voz de prisão e confessou ter comprado duas motos furtadas, indicando que a terceira moto havia vendido em uma fazenda.

A motocicleta foi recuperada e o comprador responderá por receptação culposa. A Delegacia da Polícia Civil de Brasilândia encaminhará o expediente para a Delegacia da Polícia Civil de Dracena/SP onde tramita a apuração sobre a autoria dos furtos.

Uma equipe policial de Dracena se deslocou até a Delegacia de Brasilândia para receber as três motocicletas que foram recuperadas pela Polícia Civil local.

Jornal Midiamax