Polícia

Pescadores são surpreendidos pela polícia com 33 redes de pesca no Rio Paraná

A equipe deparou com dois pescadores à margem do Rio Paraná

Agência Brasil Publicado em 02/06/2021, às 20h09

Divulgação, PMA
Divulgação, PMA

A PMA (Polícia Militar Ambiental) de Mundo Novo surpreendei pescadores com redes e apreende 33 redes de pesca, medindo 200 metros, duas canoas, revólver e munições. De acordo com a polícia, na madrugada de hoje (30) às 3h00, Policiais Militares Ambientais de Mundo Novo realizavam fiscalização preventiva no rio Paraná e apreenderam 33 redes de pesca, que eram utilizadas por dois infratores.

A equipe deparou com dois pescadores à margem do Rio Paraná, em uma lagoa na região conhecida como prainha do cascalho, os quais estavam cada um em uma canoa, conferindo e armando redes de pesca (petrechos proibidos). Ao avistarem as luzes e perceberem que era a fiscalização da PMA, os infratores fugiram pela mata.

Os Policiais foram ao local e encontraram 33 redes de pesca, armadas pelos infratores na lagoa. Em uma das canoas, a equipe ainda encontrou um revólver calibre 32 com seis munições, além de duas fisgas, petrechos proibidos para a pesca, mas que também são utilizadas para caça de jacarés em lagoas. Apesar de diligências, os criminosos não foram localizados, porém, a fiscalização atingiu seu objetivo, em apreender essa quantidade de petrechos, sem que os elementos, sequer, tenham conseguido capturar pescado.

A manutenção da fiscalização e retirada destes petrechos precisam ser constantes, tendo em vista, a grande capacidade de captura e ocasionamento de mortes dos peixes, pois, os elementos armam o material, em pouco tempo de exposição e ficam somente conferindo, quando não observam presença da fiscalização, o que torna a prisão muito difícil, devido ao pouco tempo que ficam nos rios, bem como são avisados por telefone celular da presença dos Policiais.

Jornal Midiamax