Polícia

Pescadores são autuados durante fiscalizações da PMA nos rios Paraná e Amambai

Três pescadores profissionais foram autuados por pesca predatória na madrugada deste sábado (20) durante fiscalização da PMA (Polícia Militar Ambiental) nos rios Amambai e Paraná. Dois deles estavam com pescado medindo abaixo do valor mínimo permitido. O primeiro pescador estava com 29 anzóis de galho – petrecho proibido – mas ainda não havia capturado nenhum […]

Danielle Errobidarte Publicado em 20/03/2021, às 16h14

Exemplares tinham capacidade abaixo da permitida. (Foto: Divulgação/ PMA)
Exemplares tinham capacidade abaixo da permitida. (Foto: Divulgação/ PMA) - Exemplares tinham capacidade abaixo da permitida. (Foto: Divulgação/ PMA)

Três pescadores profissionais foram autuados por pesca predatória na madrugada deste sábado (20) durante fiscalização da PMA (Polícia Militar Ambiental) nos rios Amambai e Paraná. Dois deles estavam com pescado medindo abaixo do valor mínimo permitido.

O primeiro pescador estava com 29 anzóis de galho – petrecho proibido – mas ainda não havia capturado nenhum peixe. O barco, o motor de popa e os anzóis foram apreendidos. Ele é natural de Naviraí e foi multado em R$ 1050.

O segundo, de 47 anos, estava com anzol de fisga, proibido para qualquer categoria de pesca, e mais 13 exemplares de traída, inclusive com marcas de captura. O tamanho mínimo permitido para a espécie é de 30 centímetros. O pescador estava com alguns que chegaram a medir 23 centímetros.

Por fim, o terceiro pescador estava com peixes das espécies boca-de-batom e barbado. Este último, media 44 centímetros, quando a capacidade mínima é de 50 centímetros. Barco, motor e pescado também foram apreendidos.

Os dois últimos, flagrados no Rio Paraná, foram multados em R$ 1 mil. Caso condenados, eles podem pegar pena de um a três anos de detenção.

Jornal Midiamax