Polícia

Pescador é preso em flagrante com tarrafa no rio Aporé

A PMA (Polícia Militar Ambiental) prendeu e autuou em R$ 2 mil um pescador em flagrante por pescar com tarrafa no rio Aporé. Policiais ambientais de Cassilândia realizavam fiscalização ambiental no rio Aporé no município, nas proximidades da foz do córrego Palmito e prenderam hoje (19) um pescador surpreendido pescando com utilização de tarrafa. A […]

Diego Alves Publicado em 19/03/2021, às 22h48

None

A PMA (Polícia Militar Ambiental) prendeu e autuou em R$ 2 mil um pescador em flagrante por pescar com tarrafa no rio Aporé. Policiais ambientais de Cassilândia realizavam fiscalização ambiental no rio Aporé no município, nas proximidades da foz do córrego Palmito e prenderam hoje (19) um pescador surpreendido pescando com utilização de tarrafa.

A PMA avistou o pescador fazendo uso do petrecho proibido à margem do rio. Quando ele avistou os policiais, empreendeu fuga, porém, assim que a equipe desembarcou e deu ordem de parada, o pescador atendeu e foi alcançado e preso.

O infrator iniciava a pescaria e tinha capturado apenas quatro exemplares de peixes, pesando 8,3 kg. O pescado e a tarrafa foram apreendidos. O pescador, de 31 anos, morador em Cassilândia, recebeu voz de prisão e foi conduzido, juntamente com o material apreendido, à Delegacia de Polícia Civil daquela cidade, onde ele foi autuado em flagrante por crime ambiental de pesca predatória. A pena para este crime é de um a três anos de detenção. O autuado também foi autuado administrativamente e multado em R$ 2.180,00.

Jornal Midiamax