Polícia

Gaeco faz buscas em escritório de advocacia em Campo Grande durante operação

Agentes foram em pelo menos dois endereços na Capital

Thatiana Melo, Dayene Paz e Guilherme Cavalcanti Publicado em 19/04/2021, às 11h35

None
(Henrique Arakaki, Midiamax)

O Gaeco (Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado) foi para as ruas nesta segunda-feira (19) para cumprir mandados em Campo Grande, na deflagração da Operação Clean. Pelo menos dois endereços foram alvos dos agentes, no bairro Tiradentes e no Monte Castelo.

Os mandados foram expedidos por pedido da 30º Promotoria do Patrimônio Público, cujo titular é o Fábio Goldfinger. Ao todo foram cumpridos seis mandados de busca e apreensão. A investigação teve como foco a apuração da suposta prática dos crimes de fraude à licitação, peculato, corrupção e associação criminosa realizado no âmbito da Secretaria de Estado de Educação, para a aquisição de materiais de limpeza para fornecimento à rede estadual de ensino.

Os mandados foram expedidos pelo Juízo da 3ª Vara Criminal de Campo Grande e tiveram como alvos as empresas vencedoras do pregão, seus proprietários e respectivo procurador, além de servidor público que, à época, era encarregado do termo de referência para a deflagração do procedimento licitatório. Os contratos para o fornecimento dos produtos foram assinados em 2018.

Os materiais apreendidos, dentre eles, celulares, notebooks e documentos, serão analisados pela Promotoria de Justiça responsável pela investigação.

Jornal Midiamax