Polícia

Pagou pneus com cheque sem fundo pensando que só ficaria devendo, mas foi processado por estelionato

Homem foi denunciado pelo Ministério Público após compra de R$ 3,4 mil

Renan Nucci Publicado em 07/06/2021, às 13h35

None
Foto Ilustrativa

O MPMS (Ministério Público Estadual de Mato Grosso do Sul) ofereceu denúncia contra um paulista que comprou R$ 3,4 mil em pneus e peças em uma loja de Campo Grande, e pagou com cheques sem fundo. Ele imaginava que seria apenas negativado e que a dívida caducaria com o passar dos anos, no entanto, a conduta foi considerada criminosa e ele responde ação penal por estelionato, junto à 1ª Vara Criminal da Capital.

Consta nos autos que no dia 16 de junho de 2009, o investigado foi ao estabelecimento localizado na Avenida Eduardo Elias Zahran, onde comprou quatro pneus, um terminal de direção e dois desempenos de rodas, no total de R$ 1,3 mil, que seriam pagos em quatro cheques de R$ 328,75. O primeiro cheque foi pago normalmente, porém, os demais não foram compensados por ausência de fundos. Porém, no dia 25, ele comprou mais.

Pouco mais de uma semana após a primeira compra, antes que os cheques subsequentes fossem descontados, enquanto ainda aparentava ter bom crédito, ele voltou ao estabelecimento e comprou 2 pneus para caminhão no valor de R$ 2,1 mil. Assim como no caso anterior, também passou cheques que foram devolvidos por falta de fundos. Ele foi denunciado à Polícia Civil, indiciado e depois denunciado pelo MPMS.

Jornal Midiamax