Polícia

Padrasto acusado de estuprar menina volta a procurar a vítima e é denunciado

Neste sábado (20), homem de 37 anos acusado de estupro de vulnerável contra a enteada, que hoje tem 18 anos, foi denunciado após voltar a procurar a vítima. Ele teria mandado mensagem para a jovem e também passou a ir até o local de trabalho da ex-mulher, em Campo Grande. A mãe da vítima contou […]

Renata Portela Publicado em 20/02/2021, às 13h16

Imagem ilustrativa
Imagem ilustrativa - Imagem ilustrativa

Neste sábado (20), homem de 37 anos acusado de estupro de vulnerável contra a enteada, que hoje tem 18 anos, foi denunciado após voltar a procurar a vítima. Ele teria mandado mensagem para a jovem e também passou a ir até o local de trabalho da ex-mulher, em Campo Grande.

A mãe da vítima contou que o foi casada por aproximadamente 6 anos com o acusado e que eles estão em processo de separação. Quando a filha era mais nova, teria sido estuprada pelo padrasto, o que resultou em boletim de ocorrência e investigação por lesão corporal e estupro de vulnerável.

Na última semana, o suspeito teria enviado mensagem para a vítima, dizendo que estava arrependido por tudo e que “não gostaria que nada disso tivesse acontecido”. A vítima já tinha bloqueado o ex-padrasto do WhatsApp, mas ele mandou uma mensagem de texto perturbando.

Ainda conforme a ex-mulher do acusado, ele passou a ir até o trabalho dela e também liga várias vezes. No mesmo dia em que mandou mensagem para a jovem, ele também teria deixado uma carta no trabalho da ex-mulher, pedindo perdão pelos crimes.

A mulher conta ainda que rasgou a carta e jogou fora. Neste sábado ela procurou a delegacia para denunciar perturbação de tranquilidade, qualificada pela violência doméstica.

Jornal Midiamax