Polícia

Homem mata cães queimados na fronteira e diz que não podia cuidar

Advogada de Pedro Juan Cabellero recebeu denúncia e encontrou homem sentado em frente a casa

Danielle Errobidarte Publicado em 14/06/2021, às 18h48

None
(Foto: Reprodução/ Ponta Porã News)

Morador de Pedro Juan Cabellero, cidade paraguaia que faz fronteira seca com Ponta Porã, distante 346 km da Capital, queimou dois cachorros, vivos, nesta segunda-feira (14). A denúncia foi recebida por uma advogada, que confirmou o crime indo até o local onde o homem mora com mais dois animais.

Segundo o site Ponta Porã News, uma advogada de proteção aos animais recebeu uma denúncia de maus tratos. Ao chegar na residência, encontrou o suspeito sentado em frente ao imóvel, e questionou se ele teria colocado fogo nos cães.

O homem confirmou e disse que cometeu o crime por morar sozinho e não ter condições de cuidá-los. Segundo autoridades do país vizinho, assim que a mulher chegou, os cachorros ainda estavam vivos, e foi possível localizar outros dois dentro de uma sacola plástica. Ele será investigado pelo Ministério Público.

Jornal Midiamax