Polícia

‘Mulher não presta’: homem surta dentro de ônibus, ameaça bater em mulher e acaba preso em Campo Grande

Um homem de 82 anos foi preso em flagrante por ameaça, desobediência e desacato após surtar dentro de um ônibus e ameaçar agredir uma mulher de 40 anos na tarde deste sábado (02), em Campo Grande. O homem, que estava ‘extremamente agressivo’, de acordo com a ocorrência registrada pela Polícia Militar, teve que ser algemado […]

Dayene Paz Publicado em 02/01/2021, às 17h06 - Atualizado às 17h19

Homem disse que agrediria todos que estavam no ônibus. Imagem: Divulgação
Homem disse que agrediria todos que estavam no ônibus. Imagem: Divulgação - Homem disse que agrediria todos que estavam no ônibus. Imagem: Divulgação

Um homem de 82 anos foi preso em flagrante por ameaça, desobediência e desacato após surtar dentro de um ônibus e ameaçar agredir uma mulher de 40 anos na tarde deste sábado (02), em Campo Grande. O homem, que estava ‘extremamente agressivo’, de acordo com a ocorrência registrada pela Polícia Militar, teve que ser algemado e levado para a delegacia de Polícia Civil.

Conforme a ocorrência, o homem entrou no ônibus da linha 080, que faz a rota Terminal Aero Rancho e General Ozório, quando passou a tratar todos os passageiros de forma agressiva, passando a ameaçar e dizendo que as mulheres não prestam. A mulher de 40 anos teria solicitado que o idoso colocasse a máscara, porém ele se negou.

Em seguida falou para que a mulher descesse do ônibus que iria ‘arrebentá-la’ na porrada. A vítima pediu socorro ao motorista do coletivo, que ao avistar a equipe de alunos policiais, parou o ônibus, momento em que a guarnição da Polícia Militar interviu e tentou dialogar com o autor.

No entanto, não houve diálogo. O autor passou a xingar os policiais que tentavam abordá-lo e ainda os ameaçando de morte. “Vou comprar uma arma e matar todos vocês policiais”, teria dito. Diante dos fatos, foi dada voz de prisão ao autor, sendo necessário o emprego de algemas tendo em vista que estava extremamente agressivo. Ele foi levado para a Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) do Centro.

Jornal Midiamax