Polícia

Mulher mantida como escrava por idosas deve voltar para casa com ajuda da polícia

A polícia segue investigando o caso da mulher, de aproximadamente 35 anos, que era mantida em situação análoga à escravidão em uma residência de Campo Grande. O caso foi revelado nesta terça-feira (23), após a vítima conseguir pedir ajuda em uma igreja. Agora, ela deve ser levada de volta para a casa da família, em […]

Renata Portela Publicado em 23/03/2021, às 17h13 - Atualizado em 24/03/2021, às 09h25

(Arquivo)
(Arquivo) - (Arquivo)

A polícia segue investigando o caso da mulher, de aproximadamente 35 anos, que era mantida em situação análoga à escravidão em uma residência de Campo Grande. O caso foi revelado nesta terça-feira (23), após a vítima conseguir pedir ajuda em uma igreja. Agora, ela deve ser levada de volta para a casa da família, em Minas Gerais.

A delegada Joilce Ramos, que assinou a ocorrência registrada na noite de segunda-feira (22), afirmou que as idosas de 70 e 87 anos, suspeitas do crime, ainda não foram localizadas para prestarem esclarecimentos. A polícia entrou em contato com a mãe da vítima, que é de origem humilde e não tem condições de buscar a vítima em Campo Grande.

“Vamos providenciar a passagem para leva-la até a cidade dela. Ela também estava sem os documentos, então vamos fazer pedido de autorização judicial, para ela embarcar sem a documentação”, afirmou a delegada.

Escravidão

Conforme o registro policial, a vítima foi levada da casa da família há aproximadamente 9 meses e desde então a mãe não teve mais contato com ela. A idosa de 70 anos teria trazido a mulher para Campo Grande, onde ela era obrigada a fazer os serviços domésticos e se alimentava com restos de comida.

As idosas teriam apagado todos os contatos do celular da vítima, a proibindo de se comunicar com os parentes. Ela conseguiu fugir e pedir ajuda a um casal na igreja, que a encaminhou até a Deam (Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher). Ela foi ouvida pelo setor psicossocial e o caso foi registrado.

A polícia fez buscas pelas autoras no endereço de registro, mas elas não foram encontradas.

Jornal Midiamax