Polícia

Mulher finge dormir e flagra marido estuprando neta de 9 anos em casa

Mãe da criança chegou no momento em que casal discutia e descobriu que filha era estuprada

Thatiana Melo Publicado em 20/09/2021, às 08h16

None
(Ilustrativa)

Ao desconfiar do comportamento do marido, de 69 anos, quando estava perto da neta de criação, de 9 anos, esposa acabou flagrando o idoso estuprando a menina na cozinha da residência do casal. Ele acabou preso. 

Em junho de 2020, a mãe da menina havia deixado a criança na casa do casal, que era considerado como avós de criação da vítima. Mas, como a esposa do autor já estava desconfiada de seu comportamento sempre que a menina estava na residência deles, ela passou a observar.

Segundo consta nos autos, a esposa do autor há algum tempo notava que a vítima ficava somente com o 'avô' e só se dirigia a ele quando ia pedir algo.

No dia em que flagrou o abuso, a mulher chamou a vítima para dormir, mas a criança recusou e continuou na varanda da casa. Contudo, passados cerca de 30 minutos, ela, que havia propositalmente fingido ter ido dormir, levantou-se e se dirigiu até a cozinha, momento em que flagrou o marido passando as mãos na menina.

O casal começou a discutir, já que a mulher cobrava explicações do marido. A mãe da criança chegou na residência no momento da briga e descobriu que a filha era estuprada pelo homem. A criança confirmou que era estuprada pelo autor, “o vô passou a mão em mim e já ficou pelado na minha frente”. O idoso acabou preso e condenado a 14 anos de reclusão, regime fechado, sem direito de recorrer em liberdade. 

Mas, a defesa apelou pedindo pela absolvição em razão de ausência de provas. Alternativamente, requer a desclassificação do delito para a contravenção penal e ainda redução da pena. O recurso foi negado no dia 9 deste mês.

Jornal Midiamax