Polícia

Mulher denuncia que era mantida como escrava em fazenda no interior de MS

Ela não recebeu salário nem cuidados médicos

Renata Portela Publicado em 13/09/2021, às 15h10

Imagem ilustrativa
Imagem ilustrativa

Nesta segunda-feira (13), mulher, de 51 anos, procurou a Polícia Civil para relatar que estava sendo mantida em condição de escravidão em uma fazenda na região de Sidrolândia, distante 70 quilômetros de Campo Grande. O marido dela também estaria vivendo nessa situação.

Segundo relato da vítima, ela foi levada de Jardim para a área rural de Sidrolândia. Ela ficaria em uma chácara enquanto a casa nova onde ela trabalharia ficava pronta. No entanto, acabou sendo colocada em condições análogas à escravidão.

A mulher informou que ficou quatro meses trabalhando sem salário, sem cuidados médicos e sem contato com a filha. O caso é investigado pela Polícia Civil do município como constrangimento ilegal e redução à condição análoga a de escravo.

Jornal Midiamax