Polícia

Mulher contrata mudança por R$ 1 mil para Campo Grande e homem some com 4 cachorros

Vítima conta que homem teria dito que os cachorros sumiram e precisou voltar para casa, sem finalizar o frete

Gabriel Neves Publicado em 16/06/2021, às 11h16

Vítima adotou os animais há 14 anos.
Vítima adotou os animais há 14 anos. - (Foto: Reprodução/Fala Povo)

Uma mulher, 51 anos, procura por quatro cachorros que teriam sumido durante uma mudança de móveis que saíram de Porto Belo (SC) com destino a Campo Grande, no dia 9 de maio. Segundo a vítima, os animais deveriam vir junto com a mudança, mas o dono do caminhão que realizou o frete perdeu os cachorros e não entregou a mudança.

De acordo com a ocorrência, a vítima precisava realizar a mudança de alguns objetos e então publicou a necessidade no Facebook, em busca de alguma pessoa que trabalhasse com frete. Com isso, ela foi contatada por um casal que realizaria a mudança por R$ 1 mil, mas precisaria de um adiantamento de 20% do valor. Eles também aceitaram transportar os quatro cachorros de pequeno porte.

Foi a partir deste momento que o transtorno teria começado, na ocorrência, a vítima alega que ainda durante a viagem recebeu a informação do dono do frete que os cachorros haviam sumido em Nova Andradina. Em conversa com a reportagem, a vítima conta que o motorista teria dito que precisaria encerrar a viagem, pois foi parado pela PRF (Polícia Rodoviária Federal) que o orientou a retornar para casa, pois ele estaria com documentos atrasados.

A vítima conta que o homem teria apresentado duas versões, primeiro que ele parou para descansar e então os animais fugiram e depois disse que os animais foram levados pela PRF (Polícia Rodoviária Federal). À polícia, a vítima disse temer que ele tivesse matado os animais.

A mulher conta possuir os animais há 14 anos e sem saber o que fazer diante da situação, chegou a registrar dois boletins de ocorrência, um na Polícia Civil de Mato Grosso do Sul e outra na de Santa Catarina. Ela ainda relatou que, por conta do ocorrido, o responsável pelo frete teria devolvido R$ 300,00 para a vítima, proveniente do adiantamento pago pela vítima.

Qualquer informação sobre os animais pode ser relatada para a Polícia Civil.

Jornal Midiamax