Polícia

Polícia investiga se envolvido com furto de veículos foi morto por vingança no Tijuca

Rapaz era ameaçado de morte e polícia ainda não tem pistas do autor do crime

Anna Gomes e Marcos Tenório Publicado em 08/12/2021, às 18h02

Homicídio aconteceu na tarde desta quarta-feira
Homicídio aconteceu na tarde desta quarta-feira - Leonardo de França/ Midiamax

Morto a facadas na tarde desta quarta-feira (8), Eduardo Pereira de Souza, de 19 anos, já estava sendo ameaçado de morte, de acordo com o Delegado João Reis, da 6ª Delegacia de Polícia Civil. O rapaz foi assassinado com aproximadamente dez facadas, número que será confirmado pela perícia, na Rua Monalisa, no Jardim Tijuca, em Campo Grande.

Ainda de acordo com o delegado, o jovem estaria envolvido em dois furtos de veículos. Conforme o Corpo de Bombeiros, Souza foi atingido no peito, pescoço, costas, testa e braço. Após cometer o crime o suspeito fugiu.

Segundo testemunhas, o jovem morto seria usuário de drogas e usava uma tornozeleira eletrônica. A tia da vítima acredita que a morte do rapaz realmente foi causada por alguma rixa antiga. “Como aprontou muito, alguém veio se vingar dele”, disse a mulher.

Equipes de resgate tentaram reanimar Eduardo, mas sem sucesso. O Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência), Corpo de Bombeiros e Polícia Militar estiveram no local.

Terceiro homicídio em uma semana na região sul de Campo Grande

Eduardo Pereira de Souza, de 19 anos, que morreu ao ser atingido por aproximadamente dez facadas é o terceiro assassinato registrado na região sul de Campo Grande em menos de uma semana.

No último dia 5, Douglas Willian Santos de Almeida, de 24 anos, foi assassinado na Rua Marilda Avelina Rezende Perez, no Celina Jallad, região do Caiobá. Além dele, uma jovem de 15 anos e outro homem, também de 24 anos, foram feridos com disparos de arma de fogo.

[Colocar ALT]
Douglas foi assassinado e duas pessoas ficaram feridas - (Reprodução, Facebook)

Conforme as informações da polícia, um grupo estava na calçada, na esquina, quando os suspeitos passaram em um Palio. Foram feitos vários disparos de arma de fogo que atingiram três pessoas.

As vítimas ainda foram levadas até o CRS (Centro Regional de Saúde) do Coophavila, onde Douglas acabou falecendo. Segundo testemunhas, dois homens armados chegaram ao posto de saúde e procuraram pelo rapaz, mas acabaram desistindo de ‘terminar o serviço’ já que o local estava cheio.

Já no último dia 2 de dezembro, Kennedy Gabriel foi assassinado com três tiros na frente da namorada, também na região do Portal Caiobá. Ele ainda tentou correr para dentro de casa para fugir dos atiradores, mas acabou falecendo no local.

Jornal Midiamax