Polícia

Membro do CV é resgatado antes de ser queimado em pneus em Campo Grande

Três pessoas foram presas na chácara e mais outras quatro em uma casa no bairro Vivendas do Bosque

Thatiana Melo Publicado em 28/04/2021, às 10h10

None

Antes de ser julgado e passar tribunal do crime do PCC (Primeiro Comando da Capital), um membro do Comando Vermelho acabou resgato por equipes da Polícia Militar e do Bope (Batalhão de Operações Especiais), na última segunda-feira (26). Na ação, sete pessoas foram presas e passam por audiência de custódia nesta quarta-feira (28).

A polícia havia recebido a denúncia de que um tribunal do crime do PCC estava ocorrendo em uma chácara, na Avenida Três Barras sendo que a vítima, membro do Comando Vermelho, estava sendo mantida em cárcere privado. Quando os policiais chegaram no local encontraram Hugo Pereira Silva, de 21 anos conhecido como ‘Ceifeiro do Inferno’, Roni Alves dos Santos conhecido como ‘Shampion’, além de Miguel de   Souza que em depoimento disse não fazer parte de facção criminosa afirmando que os autores estavam no local por determinação do PCC.

A vítima contou aos policiais que estava sendo mantida em cárcere há pelo menos dois dias, sem comer e sofrendo ameaças de morte o tempo todo. Ele contou que os autores teriam dito que iriam cortá-lo em pedaços e queimar dentro de pneus. O homem que tinha uma tatuagem na mão com as iniciais CV, disse que foi obrigado a fazer o desenho na cadeia quando cumpriu pena, mas que não tinha envolvimento com facção criminosa nenhuma.

Os outros integrantes do PCC responsáveis pelo sequestro e de deixar a vítima na chácara foram presos em outro endereço quando fugiram do local ao verem as viaturas. Com eles foram apreendidos tabletes de drogas.

Jornal Midiamax