Polícia

Mãe que obrigava filha de 14 anos a fazer programas será ouvida com marido na delegacia

A mãe da jovem de 20 anos, que foi denunciada nesta quarta-feira (24) na Deam (Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher) pela vítima por favorecimento a prostituição deverá ser ouvida na Depca (Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente), que passará a investigar o caso. A delegada Jeniffer Estevan disse ao Jornal Midiamax que […]

Thatiana Melo Publicado em 25/03/2021, às 09h57 - Atualizado às 11h03

 (Arquivo, Midiamax)
(Arquivo, Midiamax) - (Arquivo, Midiamax)

A mãe da jovem de 20 anos, que foi denunciada nesta quarta-feira (24) na Deam (Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher) pela vítima por favorecimento a prostituição deverá ser ouvida na Depca (Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente), que passará a investigar o caso.

A delegada Jeniffer Estevan disse ao Jornal Midiamax que a mãe, o padrasto e o homem com quem por duas vezes a menina manteve relações sexuais serão ouvidos na delegacia para prestarem esclarecimentos dos fatos, inclusive se a mulher recebia dinheiro com a exploração sexual da filha.

Mãe que obrigava filha de 14 anos a fazer programas será ouvida com marido na delegacia
Delegada Jeniffer Estevan (Henrique Arakai, Midiamax)

A vítima que na época do crime tinha 14 anos contou na delegacia, que a mãe usava o seu celular para marcar programas sexuais para ele, e que a mandava ao encontro de ônibus, sendo que por duas vezes teria se encontrado com o mesmo homem em uma quitinete.

Ela ainda contou que com 14 anos foi colocada para fora de casa pelo padrasto achando que a enteada estava atrás de homem. Nessa época, a vítima foi morar com a avó, que percebeu seu abalo emocional. A jovem teria contado a avó sobre os fatos e nesta quarta (24) teria denunciado a mãe na delegacia.

Jornal Midiamax